Irashaimasse... Este espaço é "irmão" da comunidade Movimento Dekassegui no Japão. Chamei-a assim porque há muitos dekasseguis (pessoas que saem de sua terra natal para trabalhar temporariamente em outro lugar) e eu faço parte desta comunidade de filhos e netos de japoneses que migraram para o Brasil. Domo arigato gozaimasu. zanguio.com.br

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Japoneses lêem menos mangás

Li agora, via google reader, no BLOG DOS QUADRINHOS

Japoneses lêem menos mangás. Mercado migra para mídias digitais

A imagem que se tem no Ocidente é que o mangá, nome dado ao quadrinho japonês, é uma febre em seu país de origem. Reportagem do jornal norte-americano "USA Today", traduzida hoje pelo UOL, mostra um cenário diferente.

Segundo a matéria, assinada pelo correspondente em Tóquio Paul Wiseman, os quadrinhos têm perdido espaço para as mídias digitais, como celulares, internet e games. Estes seriam a nova febre entre os jovens japoneses.

A reportagem traz alguns números, baseados no Instituto de Pesquisa de Publicações de Tóquio. Houve queda de 4% nas vendas de mangás entre 2006 e 2007.

A redução é ainda maior se vista em comparação com 1995, ano em que as vendas somavam 1,34 bilhão de revistas. Em 2006, o número caiu para 745 milhões de mangás.

De acordo com o jornal, uma parcela do público transferiu a leitura para o aparelho de celular. Isso porque já existe um mercado voltado para mangás na tela do telefone.

As vendas de mangás para serem lidos pelo celular somaram 4,6 bilhões de ienes em 2005. O negócio dobrou no ano passado.

Mesmo assim, especialistas em mangá ouvidos pelo "USA Today" dão a entender que existam ainda outros fatores que estão interferindo nessa queda na leitura dos quadrinhos impressos no Japão.
(...)
leia a matéria completa aqui e neste link a reportagem do jornal "USA Today".
Postar um comentário