Irashaimasse... Este espaço é "irmão" da comunidade Movimento Dekassegui no Japão. Chamei-a assim porque há muitos dekasseguis (pessoas que saem de sua terra natal para trabalhar temporariamente em outro lugar) e eu faço parte desta comunidade de filhos e netos de japoneses que migraram para o Brasil. Domo arigato gozaimasu. zanguio.com.br

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Escola no Japão: Youchien, Shogakko e Chugakko

do IPC Digital, texto de Maria Yokoya

YOUCHIEN

youchien-fuukei.jpgO ensino infantil no Japão é opcional. Há creches e pré-escolas.

As crianças são matriculadas nas creches (hoikuen) porque as mães trabalham. Por isto o ingresso depende de quando a mãe opta por trabalhar. Já na pré-escola (yochien), geralmente tem início em abril com a criança com três anos de idade.

Tanto no hoikuen como no yochien, em setembro há um evento esportivo chamado undokai, e as crianças que serão matriculadas no ano seguinte, em abril, participam de uma atividade de pegar bandeiras (hata hiroi). Existem outras atividades para ir acostumando as crianças no novo ambiente.

Há também reuniões para preparar o ingresso no ensino infantil. Nestas reuniões, os professores orientam quanto aos materiais necessários para uso na escola e aproveitam para tirar as dúvidas das mães. A criança terá uma vida escolar. Para isto é necessário materiais correspondentes. A criança irá brincar, almoçar, dormir, brincar, brigar, se sujar, tudo normal num dia a dia das crianças, mesmo em casa.

Pensando nisto e dependendo da instituição serão solicitado vários materiais, uniformes, sacolinhas para uso individual. Providenciar todo o material solicitado e enviar de acordo com as explicações recebidas. Lembre de deixar uma reserva, uma poupança para estes gastos.

Além de preparar materiais é necessário preparar o espírito das crianças também. E muitas vezes das mães também. Ficar três anos com a criança diariamente e numa determinada época, estimulada por adultos, a criança vai para um outro ambiente, não deve ser nada fácil.

É o início da socialização. A criança irá conviver com outras crianças, com outros adultos, com professores habilitados. Como mãe só nos resta acreditar. Acreditar que a criança irá enfrentar esta nova situação. Acreditar nos profissionais da instituição onde optou matricular o filho.

SHOGAKKO

first-day-at-school.jpgO ensino fundamental é obrigatório para os pais japoneses e opcional para os pais estrangeiros.

As crianças estrangeiras tem o direito à educação, por isto podem ser matriculadas em escolas públicas japonesas.

O shogakko corresponde ao antigo primário, sendo da primeira a sexta série.

Muitas famílias não tem previsão de quando retornar ao Brasil. Mas tem certeza que irão retornar. A minha orientação neste caso de dúvida é planejar a frequência das crianças na escola até a formatura, dando um ponto final numa etapa da vida escolar. Caso a família resolva retornar para o Brasil, antes da formatura, não tem problema. O principal foi ter estimulado a criança estudar neste período todo.

Crianças com seis anos podem ser matriculadas no Comitê Educacional da prefeitura onde reside.

Após as férias de verão, as escolas iniciam a preparação de ingresso escolar. Lembro que no ano passado foi três vezes à escola, entre agosto e fevereiro.

Como no yochien-hoiken, existe o hata hiroi, no evento esportivo (undokai), as crianças que ingressarão em abril, também participam do undokai. Para isto, em agosto há a primeira reunião para explicar sobre esta atividade.

Em novembro, as crianças foram submetidas a exames médicos e as mães fizeram os pedidos de uniformes e outros materiais.

Em fevereiro, houve explicações de como seria a cerimônia de ingresso (nyugaku shiki) e compra dos materiais.
A escola explica quais os demais materiais devem ser providenciados.

Diferente do Brasil, no primeiro dia de aula em abril é realizada uma cerimônia (nyugaku shiki) bem formal no ginásio de esportes (taiikukan) da escola. As crianças vão vestidas formalmente, de vestido e de terninho. As mães também se vestem bem formalmente. Isto marca o início da vida escolar da criança.

O ingresso no shogakko preocupa, por ser um ambiente novo, com pessoas novas. Muitas mães japonesas também ficam preocupadas.

CHUGAKKOchogakku.jpg
O ensino fundamental é obrigatório para os pais japoneses e opcional para os pais estrangeiros. As crianças estrangeiras tem o direito à educação, por isto podem ser matriculadas em escolas públicas japonesas.

O chugakko corresponde ao antigo ginásio, sendo da primeira a terceira série. Muitas famílias não tem previsão de quando retornar ao Brasil. Mas tem certeza que irão retornar. A minha orientação neste caso de dúvida é planejar a frequência das crianças na escola até a formatura, dando um ponto final numa etapa da vida escolar. Caso a família resolva retornar para o Brasil, antes da formatura, não tem problema. O principal foi ter estimulado a criança estudar neste período todo.

Após a formatura do shogakko, as crianças passam para o chugakko. Na cerimônia de formatura do shogakko, as crianças já vestem o uniforme do chugakko. As aulas são ministradas por professores de cada disciplina. Há provas com notas. Há também o “bukatsu”, atividade extra-curricular esportiva, cultural, que a própria criança escolhe e participa. Esta fase coincide com a entrada na adolescência.

Postar um comentário