Irashaimasse... Este espaço é "irmão" da comunidade Movimento Dekassegui no Japão. Chamei-a assim porque há muitos dekasseguis (pessoas que saem de sua terra natal para trabalhar temporariamente em outro lugar) e eu faço parte desta comunidade de filhos e netos de japoneses que migraram para o Brasil. Domo arigato gozaimasu. zanguio.com.br

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Tikara e Keika, Hiro e Neusinha


Pouca gente sabe, mas um dos primeiros personagens do Maurício de Souza foi o nissei Hiro, amigo do Zé da Roça. No site da turminha, Maurício conta que "Como personagem de história em quadrinhos, surgiu até mesmo antes do Chico. Em tiras diárias no jornal "Diário de São Paulo", no início da década de 60. Seu companheiro de tira de jornal, antes de surgir o Chico, foi o nissei (filho de japonês) Hiroshi, que teve o nome simplificado para Hiro. A tira se chamava "Hiroshi e Zezinho". E foi ali que apareceu o Chico. Os mesmos "Hiroshi e Zezinho"(que é o Zé da Roça) também foram publicados em páginas mensais pela revista "Coopercotia", na década de 60."
Depois veio o amigo preguiçoso Chico Bento, que acabou tomando conta da turma da roça. Na época o japonês brasileiro era inevitavelmente associado à agricultura ou, se na cidade, à quitanda ou lavanderia. Pois Maurício agora presta uma nova homenagem aos japoneses brasileiros com os personagens Tikara e Keika. Os nomes são estranhos porque não são nomes próprios.
Em uma cerimônia em Brasília, em janeiro,
na abertura oficial do Ano do Intercâmbio Brasil - Japão, Mauricio apresentara o mascote Tikara ao público, definindo-o como o personagem que representará os 100 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. Tikara foi criado especialmente para o aniversário da imigração japonesa e, para criá-lo, Mauricio disse que contou com a ajuda de sua mulher, Alice Takeda, descendente de japoneses.
E hoje divulgaram a imagem e o nome da versão feminina do mascote, Keika. Maurício foi incumbido de criar personagens que representassem a cultura milenar do Japão e que, ao mesmo tempo, mostrassem a modernidade do país oriental. Os personagens criados por ele também não ganharam seus nomes por acaso: na língua japonesa, Tikara representa "força e coragem" e Keika significa "bravura, pureza e honestidade".
Ambos estarão nos cartazes e materiais de divulgação do centenário, organizados pela ACCIJB (Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil) de São Paulo. As comemorações começam oficialmente em 18 de junho, dia em que o navio Kasato Maru chegou ao porto de Santos com os primeiros imigrantes, em 1908.
Além da divulgação, os personagens Tikara e Keika têm ainda mais planos para junho: deverão aparecer nas histórias em quadrinhos da Turma da Mônica.
P.S. Para não ser injusta: havia outra japonesinha nos quadrinhos da minha infância. Era Neusinha, namorada do Pelézinho. Lembram dela? Alexandre Sakai contou a história deles aqui.
Postar um comentário