Irashaimasse... Este espaço é "irmão" da comunidade do orkut Movimento Dekassegui no Japão. Chamei-a assim porque há muitos dekasseguis (pessoas que saem de sua terra natal para trabalhar temporariamente em outro lugar) e eu faço parte desta comunidade de filhos e netos de japoneses que migraram para o Brasil. Domo arigato gozaimasu.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

160 mil nipônicos vivem no PR

A estimativa é de que vivam hoje no Brasil 1,3 milhão de nipo-brasileiros, formando a maior comunidade nipônica fora do Japão. No Paraná, o movimento migratório dos japoneses começou em 1914. Inicialmente, eles se fixaram em Cambará, Cornélio Procópio, Assaí e Uraí, na região conhecida como Norte Velho, e somente em meados da década de 1920 chegaram à região de Londrina.

Hoje, são cerca de 160 mil nipônicos no estado, sendo a maioria radicada no Norte e Noroeste do estado, nas regiões de Londrina e Maringá, segundo dados do Consu-lado Geral do Japão. Os descendentes correspondem a 1,55% da população paranaense.

Na década de 1980, com o aumento do desemprego no Brasil e a escassez de mão-de-obra nas indústrias nipônicas, iniciou-se o movimento dekassegui no Brasil, com a ida de milhares de brasileiros para o Japão, fazendo um caminho inverso ao percorrido pelos seus ancestrais no início do século 20. De acordo com a Associação Brasileira dos Dekasseguis, 312.979 descendentes partiram para o Japão a trabalho, em 2006. Anualmente, cerca de US$ 5 bilhões são enviados ao Brasil pelos dekasseguis.